quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Vagas Medicina SISU 2014

MEDICINA
UFBA 160
UFRJ – 126
UFMG – 160
UFOP – 40
UFRN – 100
UNB 18
UFAC – 80
UNEMAT – 30
UFPB – 120
UFSCAR – 40
UFSJ – 40
UFU – 20
UNIFAP – 30
UFMA – 90
UFPI – 40
UNIFAL – 60
UNIVASF – 80
UFCSPA - 88
TOTAL: 1322 VAGAS até o momento.

RESULTADO ENEM/ SISU

[RESULTADO ENEM/ SISU] -
CRONOGRAMA SISU 2013:
RESULTADO ENEM: 28 DE DEZEMBRO
SISU: 7 (SEG) a 11 (SEX) DE JANEIRO DE 2013
MATRICULA PRIMEIRA CHAMADA: 18 (SEX) 21 (SEG) 22 (TER) DE JANEIRO

CRONOGRAMA SISU 2014:
SISU: 6 (SEG) a 10 (SEX) DE JANEIRO DE 2013
MATRICULA PRIMEIRA CHAMADA: 17 (SEX) 20 (SEG) 21 (TER) DE JANEIRO

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

"ELE É A PROVA QUE NÃO DEVEMOS NUNCA DESISTIR DE NOSSOS SONHOS...."




"ELE É A PROVA QUE NÃO DEVEMOS NUNCA DESISTIR DE NOSSOS SONHOS, MESMO QUE DEMORE 1, 2, 4, 9 OU 57 ANOS"

Ex-engraxate de 57 anos é aprovado em medicina  Depois de 35 anos longe da sala de aula, o bancário aposentado Jeová David Ferreira, de 57 anos, resolveu largar tudo e tentar realizar o grande sonho da vida dele: ser médico. Para isso, nos últimos dois anos a rotina de estudos começou bem cedo.

 “Levantava às 5h da manhã e logo em seguida assistia ao Tele Curso, até umas 6h. Depois, ia para o colégio. Chegando ao colégio, assistia aula o dia todo, até umas 22h. Isso todos os dias”, lembra o aposentado. Para isso, nos últimos dois anos a rotina de estudos começou bem cedo.

 Jeová foi aprovado para medicina em uma faculdade particular de Rio Verde, no sudoeste do estado. Medicina é um dos cursos mais disputados do estado e ele enfrentou a concorrência de 70 candidatos por vaga. “Estou animado para fazer a prova amanhã. Mas vestibular é sempre uma caixinha de surpresas. 

A gente nunca se sente preparado. Quando a gente chega lá, dá a tensão pré-vestibular, que é a TPV e parece que o relógio dispara. Quando você vê, já acabou o tempo”, revela o aposentado. Para a família, o ex-engraxate é um grande orgulho. “É um exemplo para a gente. E a moçada mais nova que for fazer a prova amanhã tem um concorrente forte aí porque o velhinho está preparado”, declarou Fernando David Ferreira, filho do aposentado. “Desde pequeno, ele falava para a minha mãe que ia ser médico”, lembra a irmã mais velha de Jeová, Maria Aparecida Ferreira.

Medicina - Programa "Na Real"




Cesar Biselli Ferreira, formado pela faculdade de Medicina da USP, fala dos anos de universidade, do internato e dos desafios após a residência

MEC amplia lista de municípios selecionados para ter novo curso de Medicina

O Ministério da Educação (MEC) acrescentou os municípios de Contagem (MG), Pato Branco (PR), Angra dos Reis (RJ), Itaboraí (RJ), Vilhena (RO), Jaraguá do Sul (SC) e Guarulhos (SP) à lista que já contava com 42 municípios pré-selecionados para a implantação de cursos de Medicina em instituições particulares de educação superior. A iniciativa faz parte do programa Mais Médicos para ampliar o número de vagas de graduação - a ideia é que sejam criadas aproximadamente três mil e quinhentas.





Uma comissão de especialistas visitará os municípios para verificar a estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes nos locais. Para ser considerado habilitado, cada município teve de se comprometer em oferecer a estrutura de serviços, ações e programas de saúde necessários para a autorização de funcionamento do curso.
O processo de inscrições foi realizado on-line por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec). Mais de 200 prefeituras buscaram o acesso o sistema. Dessas, 154 finalizaram formalmente o processo e encaminharam a documentação à análise do MEC, que deferiu 42 propostas. A lista foi publicada no Diário Oficial da União.

Veja os municípios pré-selecionados:

Bahia
Alagoinhas
Eunápolis
Guanambi
Itabuna
Jacobina
Juazeiro
Ceará
Crato
Espírito Santo
Cachoeiro de Itapemirim
Goiás
Aparecida de Goiânia
Maranhão
Bacabal
Minas Gerais
Muriaé
Passos
Poços de Caldas
Sete Lagoas
Pará
Ananindeua
Tucuruí
Pernambuco
Jaboatão dos Guararapes
Piauí
Picos
Paraná
Campo Mourão
Guarapuava
Umuarama
Pato Branco
Rio de Janeiro
Três Rios
Angra dos Reis
Itaboraí
Rondônia
Vilhena
Rio Grande do Sul
Erechim
Ijuí
Novo Hamburgo
São Leopoldo
Santa Catarina
Jaraguá do Sul
São Paulo
Araçatuba
Araras
Assis
Bauru
Cubatão
Guarujá
Guarulhos
Indaiatuba
Jaú
Limeira
Mauá
Osasco
Pindamonhangaba
Piracicaba
Rio Claro
São Bernardo do Campo
São José dos Campos

sábado, 14 de dezembro de 2013

Resultado do Enem 2013 sai na Próxima Semana

O Resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2013), realizado nos dias 26 e 27 de outubro, poderá ser divulgado já na próxima semana (20/12). O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) tem a previsão oficial de divulgar na primeira semana de janeiro o Resultado Oficial do Enem 2013, no entanto, é certo que a publicação será antecipada.
Ano passado os resultados individuais do Enem foram divulgados no dia 28 de dezembro, conforme previsto no Edital. Em 2011, o resultado estava previsto para 04 de janeiro e foi antecipado para o dia 22 de dezembro.
Em entrevista coletiva concedida após o primeiro dia de prova, Aloizio Mercadante, Ministro da Educação, afirmou que o resultado do Enem 2013 será divulgado na primeira semana de janeiro do ano que vem (2014). Tal informação não constava no edital onde estão todas as regras do Exame. A antecipação facilita a vida dos estudantes na preparação para as próximas fases do cronograma do Ministério da Educação: Inscrições do Sisu 2014 e Inscrições do Prouni 2014.

Como consultar o Resultado do Enem 2013

Quando o resultado do Enem 2013 for publicado ele poderá ser consultado através do endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/. No mesmo site já se encontra disponível o gabarito oficial do Enem. Caso o estudante queira conferir seu número de acertos, acesse a página e veja as respostas dos dois dias e de todos os cadernos de questões.
Para fazer a consulta, cada participante deverá informar o número do CPF e senha, ou número de inscrição e senha do Enem 2013. Quem perdeu os dados terá a oportunidade de recuperá-los em um link disponível na própria página.

Na correção das questões, a TRI não leva em conta apenas o número de acerto dos candidatos, mas também valoriza o nível de dificuldade de cada item. Desta maneira, candidatos com o mesmo número de itens corretos podem ter médias finais diferentes.

Houve cerca de 7,1 milhões de inscritos no Enem 2013, dentre esses, mais de 2 milhões não compareceram para fazer o exame. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), os ausentes custaram aproximadamente R$ 58 milhões aos cofres da nação.
O caderno de provas do primeiro dia do Enem teve 45 questões objetivas de Ciências Humanas e suas Tecnologias (geografia, história, sociologia e filosofia) e 45 de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (biologia, física e química). No segundo dia de provas, os candidatos tiveram que fazer uma redação com o tema “Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil” e responder 90 questões objetivas divididas igualmente entre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (português, literatura e inglês ou espanhol) e Matemática e suas Tecnologias.

Durante os dois dias de provas, o MEC e o Inep monitoraram todo o processo nas redes sociais. Ao todo, 36 participantes foram eliminados por postarem fotos de dentro dos locais de provas nas redes sociais.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

MEC autoriza 560 novas vagas de medicina em universidades federais

O Ministério da Educação autorizou a criação de cursos de graduação em medicina em nove campus de sete universidades federais do país. Serão criadas 560 vagas. A portaria foi publicada nesta quinta-feira (12) no "Diário Oficial da União".
A maioria das vagas são para instituições federais de ensino superior do Maranhão e de Minas Gerais (160 vagas em cada estado). Veja as universidades e o número de vagas:
UFVJM - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
60 vagas no campus de Diamantina (MG).
A universidade tem uma Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, mas não oferece curso de medicina.
UFSJ - Universidade Federal de São João Del-Rei
40 vagas no campus de São João Del-Rei (MG).
A universidade já tem um curso de medicina em Divinópolis com 60 vagas.
UNIFAL - Universidade Federal de Alfenas
60 vagas no campus de Alfenas (MG)
A universidade conta com um curso de graduação em biomedicina, com 40 vagas.
UFMA - Universidade Federal do Maranhão
80 vagas no campus de Imperatriz (MA)
80 vaga no campus de Pinheiro (MA)
A universidade conta com um curso de medicina no campus de São Luís.
UFMT - Universidade Federal do Mato Grosso
60 vagas no campus de Sinop (MT)
40 vagas no campus de Rondonópolis (MT)
A universidade tem um curso de medicina com 80 vagas no campus de Cuiabá.
UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
60 vagas no campus de Santo Antônio de Jesus (BA).
A universidade já tem um curso de medicina neste campus com 60 vagas.
UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
80 vagas no campus de Caruaru (PE)
A universidade tem curso de graduação em medicina no Recife com 140 vagas.
A iniciativa segue o objetivo da lei do programa Mais Médicos sancionada pela presidente Dilma Rousseff que, entre outras coisas, prevê a criação de 11.447 vagas em faculdades de medicina até 2017.
Também nesta quinta-feira, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), anunciou que vai ampliar o número de vagas oferecidas no curso de medicina. As atuais 80 vagas anuais passarão para 120 em 2016 (60 por semestre). O aumento, no entanto, terá início já em 2015, quando serão ofertadas 50 vagas por semestre no curso mais concorrido da Universidade. Em 2015, novos servidores serão contratados para o curso. Ingressarão na UFU mais 27 docentes 20 técnicos administrativos.
No início do mês, o MEC divulgou a relação de 42 municípios pré-selecionados para a implantação de novos cursos de graduação em medicina por instituições particulares de ensino superior. Para ser selecionado, o município deverá atender, obrigatoriamente, aos seguintes critérios: ter no mínimo 70 mil habitantes; não ser uma capital e não ter curso de medicina em seu território. São Paulo é o estado com mais municípios pré-selecionados: 16.
Municípios pré-selecionados
Bahia: Alagoinhas, Eunápolis, Guanambi, Itabuna, Jacobina e Juazeiro
Ceará: Crato
Espírito Santo: Cachoeiro de Itapemirim
Goiás: Aparecida de Goiânia
Maranhão: Bacabal
Minas Gerais: Muriaé, Passos, Poços de Caldas e Sete Lagoas
Pará: Ananindeua e Tucuruí
Pernambuco: Jaboatão dos Guararapes
Piauí: Picos
Paraná: Campo Mourão, Guarapuava e Umuarama
Rio de Janeiro: Três Rios
Rio Grande do Sul: Erechim, Ijuí, Novo Hamburgo e São Leopoldo
São Paulo: Araçatuba, Araras, Assis, Bauru, Cubatão, Guarujá, Indaiatuba, Jaú, Limeira, Mauá, Osasco, Pindamonhangaba, Piracicaba, Rio Claro, São Bernardo do Campo e São José dos Campos
Os municípios pré-selecionados receberão visita da comissão de especialista para verificação da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes. Esta será a segunda etapa do processo. A terceira etapa será a análise de projeto de melhoria destes equipamentos.

Prova objetiva Unifesp

Nesta quinta-feira, os vestibulandos fazem, a partir das 14 horas, a prova com questões objetivas.  Ja na sexta, no mesmo horário, ocorre o exame com testes discursivos. Os concorrentes têm 4 horas para finalizar o vestibular.

Os exames que ocorrem na Unip nesta quinta e sexta-feira são referentes às vagas oferecidas nos campi de São Paulo, pelo método misto, onde é levada em consideração a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o vestibular. São oferecidas 428 vagas, divididas em 6 cursos, entre eles Medicina.
No campus da Baixada Santista, localizado em Santos, são oferecidas 540 vagas para 7 cursos pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para estas vagas, não haverá prova, onde somente a nota do Enem é utilizada como avaliação.

Resolução da prova

A partir das 18 horas, a Fundação Vunesp publica o caderno de questões e o gabarito. 

domingo, 1 de dezembro de 2013

UFCG - Inscrição

Amanha a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), irá abrir o período de inscrição, o processo seletivo foi o ENEM 2013. 
 

http://www.comprov.ufcg.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=286
 

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Correção de redação do Enem será entre 12 e 20 de novembro


As redações feitas neste domingo (27) pelos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão corrigidas entre 12 de novembro e 20 de dezembro, segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo. Com o aumento do rigor na avaliação das redações, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) estima que 52% das redações sejam avaliadas por um terceiro corretor – no ano passado, a proporção foi de 26%.

A correção das redações do Enem vai mobilizar 8.795 corretores, contingente 54,46% superior à edição do ano passado. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), 79,8% dos corretores são mulheres e 20,2%, homens. Todos são graduados na área de Letras com formação em Língua Portuguesa.

UFGD publica locais de prova e concorrência do Vestibular 2014


Medicina registra 103 candidatos por vaga, enquanto alguns cursos não receberam inscrições.


As informações sobre locais de prova e concorrência do Vestibular 2014 da Universidade Federal da Grande Dourados estão disponíveis para os candidatos. O processo seletivo ocorrerá no dia 8 de dezembro, em Amambai, Campo Grande, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Três Lagoas, Bela Vista, Costa Rica, Camapuã, Porto Murtinho e São Gabriel do Oeste.

Locais de prova
Concorrência do Vestibular 2014

Ao todo, o vestibular da UFGD recebeu 13.533 inscrições para 33 cursos presenciais, que oferecem 954 vagas, e para os cursos a distância de Administração Pública e Física, que oferecem 300 vagas. O curso mais concorrido é Medicina, que recebeu 4.149 inscrições para as 40 vagas oferecidas, uma concorrência de 103,73 candidatos por vaga.
O segundo curso mais disputado é Direito, com 54,96 inscritos por vaga, seguido por Engenharia Civil (39,73), Agronomia (24,24) e Psicologia (19,27). Os cursos de Física a distância da modalidade PARFOR nos polos em Camapuã e Costa Rica não receberam nenhuma inscrição.
As provas do dia 8 de dezembro serão aplicadas das 8h às 10h30, quando os candidatos farão uma redação, e das 13h às 17h30, quando os candidatos deverão responder 80 questões objetivas de conhecimentos gerais. Pela manhã, os portões de acesso aos locais de provas serão abertos às 7h15 e fechados às 8h, enquanto à tarde abrirão às 12h15 e fecharão às 13h.
No dia do vestibular, os vestibulandos devem chegar com antecedência de 45 minutos, portando o documento de identificação com foto utilizado na inscrição, lápis preto, borracha e caneta esferográfica de tinta preta ou azul, fabricada em material transparente.
Os gabaritos serão divulgados no dia seguinte às provas, aqui no Brasil Escola. As notas obtidas nas questões objetivas e a pontuação mínima exigida para correção da redação serão liberadas em 15 de janeiro. O resultado final do Vestibular 2014 sairá em 3 de fevereiro e o boletim de desempenho será divulgado até 31 de março.

Outros detalhes no Edital, pelo telefone (67) 3427-2587 ou pelo e-mail vestibular@ufgd.edu.br.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

YouTube lança plataforma de educação com 8 mil vídeos de professores brasileiros

O YouTube lançou hoje (21) em um evento em São Paulo o YouTube Edu, uma plataforma que reúne 8 mil vídeos educacionais de 26 canais brasileiros com conteúdos do ensino médio. O acesso é gratuito para aulas sobre matemática, biologia, língua portuguesa, física e química.
Segundo o Google, a ideia não é substituir o ensino formal com os vídeos do Youtube, mas sim disponibilizar conteúdos de forma democrática. No entanto, o projeto não vai oferecer nenhuma forma de monetização diferenciada aos professores do YouTube Edu, apenas o convencional ganho por veiculação de publicidade por meio do Google AdSense.

Até o fim deste ano, o YouTube Edu contará com um total de 12 mil aulas em vídeo.
A curadoria das vídeo-aulas foi feita pelo Instituto Lemann, por meio de uma parceria com a empresa. Eram 93 mil vídeos classificados como educacionais. Entretanto, muitos deles eram tutoriais que não se enquadravam no perfil lecionado no ensino médio. Com a ajuda de um algoritmo, 112 canais foram selecionados e uma equipe de cerca de vinte pessoas avaliaram por amostragem a qualidade dos materiais.
“No Brasil, segundo a comScore, há cerca de 60 milhões de pessoas que acessam o YouTube mensalmente e muitas delas estão produzindo conteúdo”, afirmou Fábio Coelho, presidente do Google Brasil.
Segundo a empresa, seis bilhões de horas de vídeo foram vistas em maio deste ano e cerca de 100 horas de novos conteúdos são publicados por minuto no YouTube.
“Eu acredito que a educação vai passar por uma transformação enorme e a internet será um fator crucial”, afirmou Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil e criador da Fundação Lemann, que se dedica ao setor de educação pública, sem fins lucrativos.
“Espero que, com esse novo mundo que está surgindo, todas essas novas tecnologias sirvam para os professores aprenderem mais e que os alunos se beneficiem disso. Espero que dentro de alguns anos tenham um Brasil competitivo em termos de educação.”
Quanto a forma dos conteúdos, Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann, afirma que "cada aluno aprende melhor de um jeito e um grande diferencial da plataforma é justamente possibilitar que as pessoas escolham o professor que melhor se adapta ao seu perfil". Portanto, Mizne diz que o foco foi julgar a qualidade e não a forma do conteúdo. Ou seja, há professores que ensinam pelo método tradicional, bem como quem ensine por meio de músicas e outros recursos didáticos.
César Medeiros, professor de matemática, mais conhecido no YouTube como "Nerc", afirmou a INFO que consegue atualmente viver "plenamente de educação na internet", com um site e um canal de vídeos. "Acredito que esse projeto é bom para o aluno, porque antes ele acessava conteúdos e não sabia se eles estavam ou não corretos", disse.
Confira abaixo a entrevista com Flávia Simon, diretora de marketing do Google e responsável pela implantação do YouTube Edu no Brasil.

Há planos de oferecer alguma de remuneração diferenciada aos professores, visto que o conteúdo deles é mais qualificado que os dos demais?
O YouTube é uma ferramenta monetizável por meio de anúncios. Hoje, 55% fica para o produtor de conteúdo e 45% vai para o Google. Aceredtio que promovendo o YouTube Edu todos saem ganhando,  Porque as pessoas vão ficar sabendo, vão se inscrever nos canais, vai ter uma audiência mais cativa e mais visualizações. Consequentemente há mais lucratividade.

Por que o Brasil, se há outros países mais carentes de informação?
Por que a gente quis. Nós fomos lá e conversamos com a equipe do Google na Califórnia, fizemos diversas reuniões e mostramos porque o Brasil é importante. O país é o terceiro mais importante para o YouTube, em termos de audiência. A educação é grande problema para o nosso país e a gente acha que só é possível mudar a vida do cidadão com educação, portanto, priorizamos o projeto.

Quanto tempo levou para o projeto ficar pronto?
Seis meses, desde o dia da primeira aprovação interna até hoje.

Mais vídeos serão publicados no YouTube Edu ainda neste ano?
Sim. É um processo orgânico, estamos fazendo a curadoria dos vídeos e já temos 12 mil aprovados. Para hoje, conseguimos oferecer 8 mil.

Você tem ideia de quanto o Google investiu para trazer o projeto para o Brasil?
Não podemos revelar números, mas a educação é uma área na qual continuaremos a investir em 2014.

Quais são os planos de expansão?
Temos vários planos. Vamos estender os conteúdos para os níveis fundamental e superior. Além disso, estamos avaliando como usar outras plataformas além do YouTube, como a Google Play. Estamos visitando escolas para saber com a tecnologia pode ir para a sala de aula, não só para dentro de casa.

Como os professores podem usar os vídeos nas salas de aula?
Pesquisamos como o YouTube Edu está nos Estados Unidos. Lá, a sala de aula é um local para discussão, formação de senso crítico, mas o conteúdo da matéria tem que estar disponível de uma forma democrática, gratuita e aberta todos, como um ferramental pós-aula. Para que a pessoa faça a pesquisa  e vem com esse conhecimento para a escola. Acreditamos que isso é um recurso não só para o aluno, mas também para o professor e para as escolas. Isso deve ser gratuito e disponível para o Brasil melhorar.

 http://info.abril.com.br/noticias/internet/2013/11/youtube-lanca-plataforma-de-educacao-com-8-mil-videos-de-professores-brasileiros.shtml

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

UERN lança edital do PSV 2014 e anuncia mudanças

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) publicou nesta quarta-feira, 6 de novembro, o Edital do Processo Seletivo Vestibular (PSV) 2014. A oferta será de 2.180 vagas para os cursos em Mossoró, Caicó, Assu, Pau dos Ferros, Patu e Natal.

Baixe o Edital do PSV 2014

As inscrições terão início às 9h do dia 18 de novembro e irão até às 23h59 do dia 6 de dezembro. A taxa será de R$ 110 e os candidatos que estudaram todo o ensino médio em escolas públicas no Rio Grande do Norte têm direito a isenção.
As provas serão realizadas nos dias 02 e 03 de fevereiro de 2014, em Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Patu, Natal e Caicó. Antes aplicadas pela manhã, no PSV 2014 as provas serão aplicadas no período da tarde, das 13h30 às 17h30. O candidato com necessidade especial terá uma hora a mais para responder as questões.
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013 poderá ser combinado com o resultado do vestibular, desde que beneficie o candidato. Nesse caso, as provas do PSV representam 80% da nota e o Enem, 20%. A opção pelo Enem deve ser feita no ato de inscrição.
A partir do PSV 2014, 5% das vagas serão reservadas para pessoas com deficiência comprovada através de laudo médico, por profissional cadastrado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Com isso, no PSV 2014 serão ofertadas 131 vagas para pessoas com deficiência.
Outra novidade é a ampliação das vagas para o curso de Medicina em Mossoró, de 26 para 60. A Pró-Reitora de Ensino de Graduação da UERN, Inessa Linhares, explicou que o projeto pedagógico do curso já previa a ampliação do número de vagas. Nos próximos anos o número de vagas pode chegar a 80.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

VESTIBULARES DE MEDICINA 2014

  • NORTE


  1. UNINILTONLINS - Inscrição:
  2. UEA - Inscrição: 02/09/2013 a 30/09/2013 - 1ª fase: 16/11/2013 - 2ª fase: 17/11/2013 (Específicas e Redação)
  3. UEPA - Inscrição:
  4. UNIFAP - Inscrição:
  5. UNIR - Inscrição: 
  6. FACIMED - Inscrição: 
  7. UFAM - Inscrição: SISU

  • NORDESTE


  1. UEMA - Inscrição:
  2. UEPB - Inscrição:
  3. UFPB - Inscrição:SISU
  4. UFRN - Inscrição:
  5. UECE - Inscrição: 
  6. UFS - Inscrição:
  7. UNCISAL - Inscrição:
  8. UESC - Inscrição: INDEFINIDA
  9. UESB - Inscrição: 
  10. UFBA - Inscrição:
  11. UFCG - Inscrição: 
  12. UNISSAU - Inscrição: INDEFINIDA
  13. UPE - Inscrição: INDEFINIDA
  14. UERN - Inscrição: INDEFINIDA
  15. Unit - Inscrição: Vestibular 2013.2 - Até 15 de agosto. Provas: 17 e 18 de agosto.


  • CENTRO-OESTE


  1. UnB - Inscrição: SISU
  2. UFG - Inscrição: INDEFINIDA
  3. UFGD - Inscrição: 
  4. ESCS - Inscrição: INDEFINIDA
  5. UniEVANGÉLICA - Inscrição: INDEFINIDA
  6. PUC-GO - Inscrição: INDEFINIDA
  7. UFMS - Inscrição: INDEFINIDA
  8. UNEMAT - Inscrição: INDEFINIDA VESTIBULAR: 26/05/2013

  • SUDESTE


  1. UNIFENAS - Inscrição: Até 23/09/2013 Provas: 29/09/2013
  2. UNICAMP - Inscrição: 19/08 a 13/09 - 1ª FASE: 10/112ª FASE: 12 a 14/01/2014
  3. UNESP - Inscrição: 16/09 a 11/10 - 1ª FASE: 17/112ª FASE: 15 e 16/12
  4. FCMMG - Inscrição:
  5. FUVEST - Inscrição: 23/08 a 09/09 - 1ª FASE: 24/112ª FASE: 05 a 07/01/2014
  6. UNIFESP - Inscrição: 23/09 a 25/10 - 1ª FASE: ENEM2ª FASE: 12 e 13/12
  7. FAMECA - Inscrição: 23/09 a 22/11 - PROVA: 18 e 19/12
  8. UFU (1ª FASE) - Inscrição: de 08/04 a 22/04/2013 VESTIBULARl: 22 e 23/06 
  9. PUC-CAMP - Inscrição: INDEFINIDA - PROVA: 29 e 30/11
  10. PUC-SP - Inscrição: 14/10 a 13/11 - PROVA: 01/12
  11. UNESC - Inscrição: 
  12. EMESCAM - Inscrição: 
  13. UNIVIX - Inscrição: 
  14. UFES - Inscrição: 
  15. UNI-BH - Inscrição: 
  16. FAMINAS - Inscrição: 18/04/2013 a 31/05/2013 , PROVA: 15/06/2013
  17. PUC-MINAS - Inscrição: 2 abril - 22 de maio. PROVA: 16/06/2013
  18. UFTM - Inscrição: 22/04 a 20/05 VESTIBULAR: 16/06/2013 e 07/07/2013.
  19. UniFESO - Inscrição: 
  20. UNIGRANRIO - Inscrição: 
  21. FAMERP - Inscrição: 
  22. FMABC - Inscrição:
  23. FASM - Inscrição: 
  24. UMC - Inscrição: 
  25. UNAERP - Inscrição: 
  26. UNITAU - Inscrição: 
  27. UNOESTE - Inscrição: 
  28. UNIMES - Inscrição: 
  29. UNINOVE - Inscrição: 
  30. Bragança - Inscrição: 
  31. UERJ (2ª FASE): inscrição: 18/09 02/10/2013 Prova:01/12/2013 

  • SUL


  1. UEL - Inscrição: De 12 de agosto (a partir das 17h) a 12 de setembro de 2013 (até às 23h59min). PROVA:  10/11/2013 – Primeira Fase - Prova de Conhecimentos Gerais .
  2. UEM - Inscrição: 01/04/13 a 24/04/2013. VESTIBULAR: 07/07, 08/07 e 09/07/2013
  3. UFSM - Inscrição:01/07/13 a 16/08/13 VESTIBULAR: 06,07,08/12/13
  4. UFPR- Inscrição:19 de agosto -16 de setembro. 1ªfase: 3/11/13 . 2ª fase: 1 e 2 de dezembro.
  1. UEPG- Inscrição:
  2. UFRGS - Inscrição: 17/09 a 20/10/2013. Provas: 05,06,07 e 08/01/2014
  3. UFSC - Inscrição: 
  4. ACAFE (SC) - Inscrição:
  5. UNIOESTE - Inscrição: 
  6. PUC-PR - Inscrição: INDEFINIDA
  7. UPF - Inscrição: INDEFINIDA
  8. PUC-RS - Inscrição: INDEFINIDA 
  9. EVANGÉLICA DO PR - Inscrição:
  10. UCPEL - Inscrição: INDEFINIDA
  11. UCS - Inscrição: INDEFINIDA
  12. UNISC - Inscrição: INDEFINIDA
  13. ULBRA - Inscrição: INDEFINIDA
  14. FAG - Inscrição: INDEFINIDA
  15. FEPAC - Inscrição: INDEFINIDA
  16. UNINGÁ - Inscrição: INDEFINIDA
  17. PUC-PR - Inscrição:
  18. UP - Inscrição:

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Inscrições para o Vestibular 2014 da UFSC encerram nesta quarta-feira

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) encerra nesta quarta-feira, 23 de outubro, o prazo de inscrições para o Vestibular 2014. A taxa é de R$ 105, exceto para os cursos de Licenciatura e para o curso de Pedagogia, cuja taxa é de R$ 52,50.


Na última segunda-feira, a UFSC divulgou o resultado dos pedidos de isenção de taxa. Os candidatos que tiveram a solicitação negada precisam pagar a taxa até amanhã, dia 24, enquanto os que conseguiram a isenção estão automaticamente inscritos no processo seletivo.
No ato de inscrição, o candidato deve indicar se deseja usar as notas de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2009, incluindo a deste ano, para melhorar a pontuação final do vestibular. Há dois anos, a UFSC adota o Enem com peso de 30% na nota final do vestibular.
O Vestibular 2014 da UFSC oferece 6.511 vagas em 91 cursos e habilitações, nos cinco campi da instituição, localizados nas cidades de Florianópolis, Joinville, Curitibanos, Araranguá e Blumenau. A novidade desta edição são os cinco cursos do novo campus em Blumenau: Engenharia Têxtil, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Materiais, e as licenciaturas em Matemática e Química.
A reserva de vagas para a Política de Ações Afirmativas da UFSC aumentou de 30% para 35%. Das vagas para os cotistas, 10% são para autodeclarados negros e 25% para candidatos que cursaram todo o ensino médio na rede pública, conforme determina a Lei de Cotas. Além disso, 13 vagas adicionais podem ser criadas para candidatos indígenas.
Provas
As provas serão realizadas nos dias 14, 15 e 16 de dezembro, das 14h às 18h, em 23 cidades de Santa Catarina: Araranguá, Blumenau, Brusque, Caçador, Balneário Camboriú, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Rio do Sul, São Miguel do Oeste e Tubarão.
A data do resultado final do Vestibular 2014 não foi divulgada pela UFSC. Mais informações no Edital, pelo telefone (48) 3721-9200 ou pelo e-mail vestibular2014@coperve.ufsc.br

terça-feira, 22 de outubro de 2013

10 novas universidades aderem ao ENEM para 2014

Grandes universidades seguem aderindo ao ENEM como forma de ingresso
A partir de 2014, mais dez universidades federais e duas estaduais vão usar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso. 
Segundo o Ministério da Educação (MEC), as instituições manifestaram interesse em aderir total (como único processo seletivo) ou parcialmente (mantendo ainda o vestibular ou avaliações seriadas) ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona os candidatos para as vagas ofertadas pelas instituições públicas de ensino superior que usam o Enem. O sistema de seleção já é adotado por 21 universidades federais, quatro estaduais e 29 institutos federais.
As universidades federais que vão aderir integralmente ao Sisu no próximo ano são: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).
Na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e na Universidade Federal do Amapá (Unifap), 50% das vagas serão preenchidas pelo Sisu. A Universidade Federal do Pará (UFPA) vai usar o sistema para a seleção de candidatos para 20% das vagas. As demais serão preenchidas usando a nota do Enem, mas sem integrar o Sisu. A Universidade de Brasília (UnB) vai reservar metade das vagas do processo seletivo do primeiro semestre para o Sisu.
Entre as estaduais, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) vai reservar 25% das vagas do primeiro semestre para o Sisu e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UniOeste), 50% de todas as vagas.
Apesar de ser pré-requisito para o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), o intercâmbio acadêmico pelo Ciência sem Fronteiras e ainda poder servir para a obtenção do diploma de ensino médio, o Enem é usado pela maior parte dos candidatos para entrada no ensino superior.
Em 2012, dos 4,1 milhões de alunos que fizeram o Enem, quase a metade, 1,9 milhão de candidatos, se inscreveu no Sisu do primeiro semestre de 2013.
Além do Sisu, os estudantes podem concorrer, com base na nota do exame e critérios de renda, a bolsas em instituições particulares pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Segundo o MEC, aproximadamente, 1.300 instituições participam do ProUni.
Junto com o aumento no número de instituições, o exame de 2013 registrou crescimento nas inscrições. São esperados mais de 7,1 milhões de inscritos nos próximos dias 26 e 27 de outubro. No ano passado, foram 5,7 milhões de inscritos confirmados.

domingo, 13 de outubro de 2013

Estudantes poderão fazer o simulado final do Enem a partir desta quarta

Simulado final do Enem estará disponível a partir desta quarta-feira (Foto: Reprodução/Geekie Games)Simulado final do Enem estará disponível a partir desta quarta-feira (Foto: Reprodução/Geekie Games)
A partir desta quarta-feira (9), quem acessar a plataforma  "Geekie Games - O desafio do Enem" vai poder fazer um simulado final nos mesmos moldes do Exame Nacional do Ensino Médio. Serão quatro provas de 45 questões cada nas áreas do conhecimento do Enem (ciências humanas, ciências da natureza, matemática e linguagens) e o estudante terá 2h30 para resolver cada uma das provas. É uma oportunidade real de treinar para o exame que será aplicado nos dias 26 e 27 de outubro. As inscrições para o simulado estão abertas, a participação é gratuita e feita inteiramente pela internet. A Geekie decidiu estender o prazo do simulado para até o último dia do Enem.
CLIQUE AQUI E ACESSE A PLATAFORMA DO SIMULADO 'GEEKIE GAMES'
O "Geekie Games" é uma realização da Geekie, uma startup de tecnologia aplicada à educação, com divulgação no G1, o portal de notícias da Globo.
Até agora, os alunos que se cadastraram na plataforma puderam treinar para este simulado final com exercícios pontuais em cada uma das áreas, aulas em vídeo e simulados. Ao final de cada treino o candidato recebia a sua pontuação, a indicação dos pontos fortes e pontos fracos a apresentados e um conteúdo personalizado feito em cima de suas deficiências. Inicialmente, esta plataforma de treinos teria suas inscrições encerradas nesta quarta, mas elas continuarão abertas e em funcionamento junto com o simulado final.
Mais desafio
No simulado final do Enem, o desafio aumenta. Assim que começa cada uma das provas o participantes não pode parar. Tem que responder a todas as questões no tempo determinado. O estudante envia as respostas e recebe o resultado imediatamente, com o número de acertos e com os pontos fortes e fracos que apresentou..
As questões usadas nos testes e no simulado final utilizam a Teoria de Resposta ao Item (TRI), método de avaliação utilizado pelo Enem que dá pesos diferentes para as questões de acordo com seu grau de dificuldade.
Link para acessar o simulado final aparecerá no alto da tela (Foto: Reprodução/Geekie Games)Link para acessar o simulado final aparecerá no
alto da tela (Foto: Reprodução/Geekie Games)
COMO PARTICIPAR
1) Faça a sua inscrição. É grátis
Quem já se cadastrou na plataforma pode começar a fazer o simulado final. Quem ainda não tem cadastro pode criar um um login e senha ou usando o seu perfil no Facebook. No alto da tela vai aparecer um banner com o acesso para o simulado final.
No ato da inscrição é preciso completar as informações com nome, data de nascimento, CPF, sexo, e o nome da escola onde você estuda, com a cidade e o estado.
Dados devem ser preenchidos corretamente (Foto: Reprodução/Geekie Games)Dados devem ser preenchidos corretamente (Foto: Reprodução/Geekie Games)
2) Teste os seus conhecimentos
Após a inscrição, já pode começar a responder às questões do simulado final. Você pode fazer as quatro provas na ordem que preferir. Mas atenção: depois de escolhida uma das provas, o tempo começa a rodar e você terá de responder a todas as 45 questões até o fim. O tempo de preenchimento é de 2h30 em cada prova. O estudante poderá fazer as quatro provas na ordem que quiser.
Também é possível acessar a plataforma de treinamento nas quatro áreas do Enem ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens. Basta clicar em uma delas e começar a responder as questões que vão treinar o aluno para o simulado.
Questões são formuladas com base na TRI, a mesma teoria do Enem (Foto: Reprodução/Geekie Games)Questões são formuladas com base na TRI, a mesma teoria do Enem (Foto: Reprodução/Geekie Games)
3) Veja o seu desempenho
Ao enviar, as respostas serão analisadas e ele vai receber um desempenho em cada uma das provas. O participante vai poder ver quantas questões acertou, e quais foram os pontos fortes e os pontos fracos diagnosticados naquele teste.
Também é mostrado um ranking no qual a nota do aluno é comparada com as de outros participantes e ele pode ver em que posição se encontra no ranking do 'Geekie Games'.
Aulas em vídeo reforçam o conteúdo (Foto: Reprodução)Aulas em vídeo reforçam o conteúdo
(Foto: Reprodução)
4) Reforce o seu conteúdo
A partir dos pontos fracos o candidato tem acesso a aulas online explicando o assunto no qual ele mostrou ter mais dificuldade.
Em texto e vídeo, o estudante pode rever o conteúdo e assimilar melhor a matéria. Em seguida, ele é convidado a fazer testes para detectar se entendeu melhor o assunto.
É preciso completar todas as "missões" enviadas pela plataforma para poder certificar de que tudo foi assimilado.
Cálculo das notas
A plataforma tem três etapas para deixar o aluno melhor preparado para o Enem. Na primeira etapa, quem se inscrever vai poder fazer exercícios das quatro áreas de conhecimento que são cobradas no Enem: ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens. Na segunda etapa, o estudante recebe um plano de estudos destacando seus pontos fortes e pontos fracos que merecem maior atenção. Ao final do processo, de 9 a 16 de outubro, o aluno vai fazer um simulado online no mesmo formato do Enem.
As notas são calculadas a partir da TRI. O cálculo final não soma a quantidade de respostas certas, mas a "qualidade" destas respostas. Na TRI, o foco é no item, como é chamada cada questão. A teoria é o conjunto de modelos que relacionam uma ou mais habilidades com a probabilidade de a pessoa acertar a resposta. Assim, dois candidatos podem acertar o mesmo número de questões, mas terão pontuações diferentes de acordo com quais questões ele acertou.
A TRI qualifica o item de acordo com três parâmetros: o poder de discriminação, que é a capacidade de um item distinguir os estudantes que têm a proficiência requisitada daqueles quem não a têm; o grau de dificuldade da questão; e a possibilidade de acerto ao acaso (chute)
Pelo "Geekie Games" será possível ao estudante comparar sua nota com a nota de corte dos cursos e faculdades de sua escolha, além de saber que objetos de conhecimento priorizar para atingir seus objetivos.
A plataforma permite ainda que professores, escolas e secretarias de educação tenham acesso ao desempenho dos seus estudantes e possam entender as principais dificuldades dos alunos.
Esse simulado será aberto pra todos os alunos, mesmo aqueles que não estiverem utilizando a plataforma. O participante vai receber um relatório personalizado do seu desempenho com a pontuação obtida no simulado e a comparação do seu desempenho com as notas de cortes dos cursos oferecidos no último Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
O Enem será realizado nos dias 26 e 27 de outubro. O exame tem 7,1 milhões de candidatos inscritos.

sábado, 12 de outubro de 2013

Aprenda a fazer a redação do Enem passo a passo

O formato de redação escolhido pela grande parte dos vestibulares, inclusive pelo Enem, é a dissertação-argumentativa. Esse gênero textual possibilita que o estudante construa uma tese inicial e a defenda diferentes pontos de vista ao longo do texto. Separamos aqui algumas dicas para você construir um bom texto. Confira!


1º) Veja o tema de redação e faça uma leitura cuidadosa da prova – Essa é a principal dica e vai influenciar todo o seu desempenho. Leia e releia a proposta e os textos de apoio. Dê uma lida também nas questões da prova. Pode ser que alguma informação ajude no tema da redação. Atenção: essa etapa é essencial para que você não fuja do tema.
2º) Elabore o projeto de texto e escolha uma tese – Esse é o momento em que você deve escolher a sua abordagem e os argumentos que usará para defender sua tese. Separe as ideias principais sobre o assunto em um rascunho. Na tese, escolha um tema que você domine para argumentar e expor o seu ponto de vista.
3º) Faça a primeira versão do texto – Nessa etapa do rascunho, preocupe-se com o conteúdo e não com a gramática. Foque sua atenção para organizar os argumentos da melhor forma. As ideias devem fazer sentido e devem estar ligadas entre si. Um texto bem amarrado valoriza a sua argumentação e fará com que o corretor não se sinta confuso ao lê-lo.
Lembre-se da estrutura básica da dissertação-argumentativa
Introdução Apresente o tema e o recorte que você fará dele. Evite fazer rodeios. É recomendável que a tese seja exposta para direcionar a leitura e mostrar sua linha de raciocínio. Lembre-se de que na dissertação seus argumentos devem ser usados para convencer quem estiver lendo.
Desenvolvimento Defenda a sua tese apresentando ideias que a justifiquem, de forma consistente, e apresente seus argumentos. Essa parte é importante, por isso coloque tudo da forma mais clara possível para que o leitor compreenda seu ponto de vista. Para deixar organizado, uma dica é reservar um parágrafo para cada argumento, analisando todos os aspectos que você quer abordar.
Conclusão Retome as ideias expostas na introdução, junto com os principais argumentos que a justificam para confirmar a tese e encerrar o debate. Diferente das outras redações, no Enem é nessa parte que você deve propor a solução ao problema, a partir dos pontos já levantados durante sua redação.
4º) Revise o texto: Agora é hora de corrigir a gramática e encontrar outros errinhos na sua redação. Caso tenha dúvida na grafia de alguma palavra, tente substituir por outra expressão. Preste atenção se não existe alguma frase sem sentido perdida pelo texto e avalie se há coerência entre as ideias.
5º) Passe o texto a limpo: Finalmente, essa é a última etapa da redação. Por isso a importância de preparar seu texto em um rascunho. Respeite o limite de linhas e não coloque informações fora da área de correção.
Pronto! Agora é só entregar a prova e esperar pelo resultado.
Consultoria: Eclícia Pereira, professora de redação do Cursinho da Poli e GUIA DO ESTUDANTE Redação Vestibular 2012

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

App gratuito conta com 250 aulas

Getty Images
Getty Images
App possibilita estudar de graça para o Enem pelo celular
Estudantes que farão o Enem não terão mais problema de falta de tempo para se preparar para o exame. Foi desenvolvido um aplicativo gratuito que conta com cerca de 250 aulas de diferentes disciplinas.
Resultado da parceria entre a Fábrica de Aplicativo e o Ligado no Enem, o app oferece mais de 140 horas em cursos ministrados pelos melhores professores de cursinho do Brasil e está disponível para iOS e Android.
O aplicativo foi desenvolvido por Thiago Messias, ex-aluno da Casa do Zezinho e estagiário da Fábrica de Aplicativos.
Acesse a página da empresa para fazer o download.

Nota de Corte em Medicina no Sisu 2013.2

Abaixo estão as notas de corte no Sisu 2013/2(Sisu 2o semestre) no curso de Medicina. A tabela com as notas de corte da Ampla Concorrência e nas imagens as das Ações Afirmativas.

Notas de corte da Ampla Concorrência:


IES
Vagas
Nota de Corte
UESB
15
783,98
UFMA
50
775,14
UFSJ
30
760,29
UFOP
40
803,51
UFPB
4
791,26
UFPI
40
766,96
UNIRIO
77
781,52
UFRJ (Macaé)
30
798,47
UFRJ (Rio)
96
812,84
UFF
90
786,06
UFRN
50
763,27
UFT
5
780,38


Ampla Concorrência e Ação Afirmativa:


 
 










terça-feira, 8 de outubro de 2013

Escolha um pacote e teste seus conhecimentos agora


Os simulados abaixo estão divididos por pacotes, cada um contendo 20 questões de diferentes assuntos. Com base no tempo que você leva para responder o teste, o Simulado iG gera uma estimativa de quanto que você levaria para concluir o Enem .
  1. simulado
    01
    iniciar
  2. simulado
    02
    iniciar
  3. simulado
    03
    iniciar
  4. simulado
    04
    iniciar
  5. simulado
    05
    iniciar
  6. simulado
    06
    iniciar
  7. simulado
    07
    iniciar
  8. simulado
    08
    iniciar
  9. simulado
    09
    iniciar

Palestra Professor Pier - Dicas de Como Estudar Com Eficiência

domingo, 6 de outubro de 2013

Enem 2013: Veja o que você deve revisar faltando menos de um mês para a prova

Já estamos na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013. A menos de um mês para a prova, que será aplicada em 26 e 27 de outubro, é preciso fazer uma boa revisão para estar preparado na hora de responder às questões. Para ajudar você nesta tarefa, o GUIA DO ESTUDANTE conversou com professores de todas as áreas e descobriu quais são os assuntos que merecem atenção especial nestes últimos dias.
- Aprenda a fazer a redação do Enem passo a passo
- Veja todos os temas de redação que já caíram no Enem
- Descubra quais são os temas mais cobrados no Enem

Somados os dois dias de Enem, serão 10 horas para responder a 180 questões, isso sem contar o tempo destinado à redação. É uma prova digna de uma maratona e você deve ter um bom "preparo físico" para encarar o desafio. Quem comenta o assunto é a professora Augusta Aparecida Barbosa, coordenadora do Cursinho do XI. "O aluno deve estar treinado, porque a prova é muito longa e o tempo, muito escasso. Tem gente que não consegue chegar ao final porque está muito cansado", conta.
A professora chegou a citar casos de alunos que não resistem e dormem durante a prova. Você não vai querer ser um deles, não é mesmo? Por isso, é importante que não cometa loucuras nesta reta final. Mantenha seu ritmo de estudo, durma no mínimo 7 horas por noite e se alimente bem. É interessante que o estudante faça pelo menos um simulado antes da prova para ver como é o estilo do Enem e treinar o tempo.
- Saiba a maneira certa de estudar para o vestibular e Enem
- Como não estudar na véspera do vestibular e do Enem
Outra dica importante que a coordenadora dá é: treine a leitura. Leia muito antes da prova. Valem jornais, revistas, livros... Só não pode ficar sem ler! Isso é importante, principalmente para aumentar sua capacidade de interpretação. Muitas vezes o aluno não consegue entender a questão porque se perde no meio de um texto muito longo. Fora isso, você irá perceber que seu ritmo de leitura irá melhorar bastante!
Prova
O Enem será aplicado em 26 e 27 de outubro, em todas as Unidades da Federação. No primeiro dia, o exame terá duranção de 4h30, com início às 13h e termino às 17h30. No segundo dia, serão 5h30 de provas, com início às 13h e término às 18h30. O Enem terá uma redação e quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada.
Confira abaixo algumas dicas de assuntos que você deve focar nesta reta final:
Área O que você deve focar Dicas
Redação  - Treine o texto dissertativo. O Enem avaliará a sua capacidade de argumentação. Poderá cair um desses três eixos temáticos: o homem frente a si mesmo (felicidade, honestidade, crenças...), o homem frente ao homem (justiça social, atuação política, violência...) e o homem em relação ao meio biofísico (meio ambiente, poluição, preservação de recursos naturais...)  - O Ministério da Educação (MEC) liberou uma cartilha explicando como funciona a redação. Vale a pena dar uma olhada! Confira neste link.
Português  - Estude principalmente figuras de linguagem, variantes linguísticas (texto formal ou informal, norma culta), funções da linguagem (referencial, poética, metalinguístifca...), gêneros textuais (carta, crônica...)  - A gramática no Enem é avaliada no contexto do enunciado. Estude como um tempo verbal pode alterar o sentido de uma frase.
 - A prova de Linguagens é a única do Enem em que a resposta pode estar no próprio enunciado. Por isso, faça uma boa leitura da questão.
Inglês  - A prova de inglês é essencialmente de interpretação de texto. Mas é importante assimilar as principais diferenças gramaticais entre o português e o inglês, como falsos cognatos, tempos verbais como o present perfect, a ordem dos adjetivos, os principais sufixos e prefixos, voz passiva e ativa, discurso indireto e frases condicionais.  - Leia sites de jornais ingleses e americanos, principalmente matérias sobre política, ciência e economia, que geralmente são abordadas nas questões. Isso o ajudará a entender a estrutura do idioma e a conhecer novos vocabulários.
Espanhol  - Assim como no inglês, no espanhol é preciso dar atenção à interpretação de texto. Podem cair questões gramaticais ligadas à diferença entre os advérbios muy e mucho, o uso do pretérito indefinido e o pretérito perfeito e estilo indireto.  - O vocabulário deve ser sempre estudado em um contexto. Para aperfeiçoar a leitura, leia alguns textos acadêmicos, publicados por universidades de países como México e Espanha.
Matemática  - Estude porcentagem, conversão de medidas, sólidos geométricos, cálculo de área, funções trigonométricas, funções do 1º e do 2º graus, equações do 1º e do 2º graus, razão e proporção (regra de três, o que diretamente proporcional ou inversamente proporcional).  - Fique atento à leitura de gráficos e tabelas, que sempre aparecem nas questões. Preste muita atenção aos pontos de máximo e mínimo nas funções apresentadas.
História  - Dê uma revisada em movimentos sociais ao longo da História (organização e luga do operariado, camponeses, movimentos populares anti-escravidão no Brasil, luta das mulheres por diretos civis e políticos).
 - Veja também civilizações indígenas no Brasil e na América e manifestações de cultura popular (Maio de 1968, Diretas Já...).
 - É preciso quase sempre relacionar um texto à uma imagem. Na hora da prova, vale a pena prestar atenção até às legendas e às fontes de onde os materiais foram retirados.
Geografia  - Estude urbanização (cidades, problemas sociais e ambientais urbanos), a questão da indústria mundial, questões ambientais (desmatamento, desgaste de solos), energia (construção de usinas hidrelétricas e suas consequências para o meio ambiente e sociedade), água (de abastecimento à geração de energia).  - Fique atento: na geografia é comum a abordagem de temas ligados à outras áreas, como física e biologia. Por exemplo: questões sobre energia podem abordar tanto aspectos científicos como geográficos.
Biologia  - É importante estudar assuntos ligados à ecologia (ciclos biogeoquímicos - carbono, água e nitrogênio), poluição ambiental, teias alimentares (energia e matéria) e bioquímica relacionada à botânica (fotossíntese).  - Os assuntos que mais caem giram em torno de ecologia, fisiologia (humanos e doenças) e citologia (incluindo manipulações de DNA).
Química  - Dê uma boa revisada em cálculo estequiométrico, equilíbrios químicos, soluções, termoquímica.  - Na parte de orgânica é importante que o estudante conheça as funções e tenha noções de isomeria (plana e espacial)
Física  - Estude principalmente relações energéticas, transformações de energia, circuitos elétricos, energia mecânica. Também é comum aparecer no exame questões sobre Leis de Newton, empuxo e propagação de ondas.  - A física cobrada no Enem é quase sempre ligada ao cotidiano do estudante. Podem cair questões sobre consumo energético de equipamentos eletrônicos de casa (como chuveiro) associadas às leis de Ohm e à potência elétrica.
Consultoria: Professores - Cursinho do XI: Leonardo Braga Scriptore (Inglês), Christian Francis Braga de Oliveira Soares (Espanhol), Roberto Andres (Biologia), Francisco Flávio Ribeiro Viana (Física); Professor - Cursinho da Poli: Eduardo Izidoro Costa (Matemática); Professores - Cursinho Anglo: João Usberco (Química), Francisco Platão Savioli (Português e Redação), Paulo Roberto Moraes (Geografia), Gianpaolo Franco Dorigo (História).